Um diálogo inusitado


Bernardo Israel Rodrigues completou os seus quarenta anos de idade no dia 01 de abril de 2018. Era filho único e morava sozinho num apartamento em um bairro nobre da cidade de São Paulo. Os pais eram aposentados, ricos e custeavam as suas despesas com folga. Bernardo não trabalhava e permanecia trancafiado em seu apartamento assistindo à televisão o dia inteiro. Sabia de cor as programações dos canais. Tinha preferência especial pelos programas evangélicos. Sentia prazer em rir dos pastores pedindo dinheiro aos fiéis, pois era ateu e desprezava a religiosidade alheia. Em sua concepção, a religião era realmente o ópio do povo, apesar de detestar o autor da expressão, o socialista Karl Marx. Afinal, desfrutava da boa vida gerada pelo capitalismo.


Bernardo se relacionava com poucas pessoas. Tinha o