© 2019 Círculo das Artes. Todos os direitos reservados. 

CNPJ: 16.543.666/0001-26

Blog entrevista Alexandre Tavares, autor de "Intimidade"

23/11/2016

Nosso querido e estimado autor foi entrevistado pelos carismáticos Rafa e Zé, do blog "Duas Gravatas e um Barbeador". Eles também foram os talentosos fotógrafos que cobriram o lançamento do livro.

 

Leia a seguir, um trecho da entrevista.

 

 

 

Olá, Galera!! Tudo bom?

Vocês viram no último post do blog e vídeo do canal que o assunto foi Talking About: Alucinada, romance policial de estreia do autor Alexandre Tavares! e para complementar o vídeo de discussão sobre o livro temos o prazer de trazer para vocês uma entrevista que o Alexandre nos concedeu!

 

Com quantos anos começou a escrever e por qual motivo?

Comecei a escrever aos 15, que foi mais ou menos a mesma idade que comecei a pegar paixão pelos livros. A escrita acabou se tornando uma terapia para mim, uma sublimação do meus sentimentos reprimidos e um modo inconsciente de descrever o que rodeava meu dia a dia, e desde então a escrita tem sido uma aliada fiel (rsrs).

 

Qual foi a inspiração para Alucinada?

Alucinada foi uma história que simplesmente veio. Claro que de alguma forma a inspiração surgiu, creio que por meio das músicas que eu ouvia na época (inclusive por isto que existe uma playlist no final do livro). Mas muitas das cenas do livro foram a retratação de um modo mais melodramático de algo que possa ter acontecido comigo, por isto sempre me senti próximo dos personagens. Além disso, fui bailarino e fiz teatro por bastante tempo, então o mundo dos bastidores sempre me atraiu, então escrever sobre o que rola por trás da encenação foi simplesmente delicioso.

 

 

Porque Romance Policial?

Como citado acima, Alucinada simplesmente veio. Não sei dizer exatamente o porquê romance policial, mas talvez porque sempre me atrai por matar personagens (rsrsrs), além do que, existe uma forma mais intrigante de entreter o leitor. E cá entre nós, quando a história flui naturalmente, até o autor se surpreende, e isso de fato me ocorreu.

 

Pensa em se aventurar por outros gêneros?

Talvez! Tecnicamente eu já faço isso, gosto de mesclar gêneros. Eu sou do DRAMA, então gosto de incrementar uma boa trama com algumas mortes ou alguns acasos.

O drama mesclado com uma boa morte ou um romance turbulento e cheios de sarcasmo, são minha fonte de desenvolver histórias (rsrsrs). Mas além do Romance Policial em si, também sou autor de Romance propriamente dito, e claro, Romance Gay (não que se diferencia, porque né, mas é bom deixar claro).

 

Quais os retornos que você obteve da mídia, amigos, família e do publico em geral apos o lançamento de Alucinada?

Sempre positivo e surpreendente. Dos mais próximos aos mais distantes, minha noite de autógrafos foi um momento único e especial, onde pude reencontrar muitos amigos e familiares. Os mais próximos acompanham meus dilemas para escrever, os mais distantes quando me veem sempre perguntam: “E quando sai o próximo livro?”.

Felizmente, as criticas foram surpreendentemente positivas, então tenho alguns fiéis leitores que aguardam ansiosamente pelos próximos lançamentos de minha autoria (OBAA!).

 

 Rafa, Alê e Zé no dia do lançamento de Intimidade. 

 

 

Leia na íntegra aqui.

 

 

Please reload